Já alguém te perguntou se ÉS FELIZ?


Esta tarde, deparei-me com esta mensagem e revi várias situações nela, digamos que é uma realidade que nos persegue. As pessoas por vezes não o fazem com maldade ou intenção de magoar, mas lá no fundo questionarem-nos sempre quando iremos dar o passo seguinte na nossa vida, pode nos deixar magoados. Porque na maioria das vezes sentimos alguma pressão, do porquê de não nos termos formado, do porquê de ainda não termos namorado ou casado, ou mesmo ter filhos. A lei da vida de facto é uma historia com várias etapas e se não as seguirmos, parece que a sociedade nos mete um pouco de parte, como se não tivéssemos a cumprir as "regras" da vida. Se um jovem não seguiu os estudos (faculdade), passa a ser um zé ninguém, como se um papel rabiscado ou um canudo fizesse de nós seres melhores!! É verdade que podemos sim ter mais cultura ou conhecimentos por ter um curso superior, mas não faz de nós pessoas com caracter, honestidade, humildade ou trabalhadoras, isso vai desde pequeno e da educação que se teve. Conheço pessoas que não são licenciadas e estão muito melhor na vida que outros que passaram anos a estudar e a pagar propinas caríssimas. Mas cada caso é um caso, claro! Infelizmente, a sociedade vê um simples canudo como algo muito maior e acaba por descartar um pouco aqueles que não seguiram, por vezes até queriam, mas não tiveram possibilidades financeiras para tal.

Depois começam a perguntar-te quando arranjas namorado, como se ao virar da esquina encontrasses um rancho deles e que podes escolher fazendo pimpampum. Sim, há muitas pessoas que procuram outras para relações coloridas, mas o que me rende ter um namorado passageiro? Estarem sempre a questionar, faz com que a pessoa entristeça e acabe por se sentir um pouco inútil na sociedade. Eu cheguei ao ponto de não ligar a esse tipo de comentários ou até mesmo a responder que não é algo que acontece quando e como queremos, acontece quando tem de acontecer, ponto!
Só o simples facto de dizerem, "Olha que estás breve na casa dos 30..." , acham que esse tipo de observação traz felicidade para quem a recebe? Infelizmente, as pessoas não medem as palavras que proferem, mesmo que a intenção não seja má, mas no fundo acaba por ser. Depois uma pessoa até casa ou se junta com alguém, logo a seguir já estão a perguntar... "Quando é que a família aumenta?". Como diz a mensagem e muito bem, as pessoas pensam que a vida é uma lista de compras que se pensa hoje e faz-se amanhã. Nem sempre a vida é tão risonha como supostamente deveria ser e a questão principal que nos deviam perguntar seria "És feliz?". Neste caso, nenhuma alma caridosa se digna a questionar e por vezes para sermos felizes não é preciso seguir mandamentos ou regras de vida, basta desfrutar dela o melhor que podermos. Seja sozinhos, juntos, formados ou não, desde que tenhamos uma vida digna e que nunca nos falte nada, podemos ser felizes. A felicidade pode ser muita coisa, há pessoas que são solteiras a vida toda e sentem-se realizadas assim, tal como ter ou não canudo, desde que faça algo que goste e se sinta realizado profissionalmente é o que importa. E nunca é tarde para fazer algo, não há idades estabelecidas para se formar, para casar ou ter filhos. A vida deve ser vivida da forma que nos é permitida, da vontade que temos em realizar certos sonhos, seja viajar, conhecer pessoas ou simplesmente desfrutar de momentos únicos a sós. 

Há casos que as pessoas não são felizes e estarem com o tipo de perguntas que mencionei anteriormente, só faz com que a tristeza cresça e apodere-se, porque se a pessoa em si já está desmotivada, porque a vida nem sempre corre bem, pudera então levar com perguntas que não vão ajudar em nada, mas sim deixar mágoa. Portanto, há que viver um dia de cada vez e pensar um pouco no próximo, no sentido de não lhe exigir nada, apenas perceber que nem tudo tem de ser tão linear e que cada qual vive a vida a seu jeito e da maneira que é mais feliz consoante as escolhas que faz. 

Comentários

  1. Gosteiiii imenso do post kerida e conkordo plenamente...
    Fazem mil e uma perguntas mas irem direto ao assunto ke é ser feliz ninguem pergunta...
    Gosteiii kerida

    ResponderEliminar
  2. Adorei a tua reflexão Paula... mas é como disseste parece que temos que atingir todos esses patamares na nossa vida, para que as olhos dos outros sejamos pessoas realizadas.. é triste este pensamento humanos :(

    ResponderEliminar
  3. "Há casos que as pessoas não são felizes e estarem com o tipo de perguntas que mencionei anteriormente, só faz com que a tristeza cresça e apodere-se, porque se a pessoa em si já está desmotivada, porque a vida nem sempre corre bem, pudera então levar com perguntas que não vão ajudar em nada, mas sim deixar mágoa. Portanto, há que viver um dia de cada vez e pensar um pouco no próximo, no sentido de não lhe exigir nada, apenas perceber que nem tudo tem de ser tão linear e que cada qual vive a vida a seu jeito e da maneira que é mais feliz consoante as escolhas que faz. "

    Não poderia estar mais de acordo. As pessoas perguntam normalmente estas questões quando estão perante pessoas que não seguem o "padrão" fazendo sentir os outros sentirem como uma espécie de extraterrestres, seres estranhos que ousam ser diferentes e provavelmente viver e serem aquilo que a pergunta que nunca é deita possa ser real: ser feliz.

    Gostei muito da tua reflexão.
    Beijinhos,
    Sónia Carvalho

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde, adorei o tema. A felicidade, é muito estensa e difícil de alcançar. Será que alguém é verdadeiramente feliz!? Deixo a pergunta no ar. Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Sabes linda, a vida tem me revelado coisas (e pessoas) que tanto nos desiludem... Amigos que afinal não sao nada amigos e conhecidos que se mostram mais amigos que os ditos "amigos"...mas viver é assim, aceitar e tentarmos ser felizes..

    ResponderEliminar
  6. As pessoas hoje em dia não passam de meras curiosas, ou incriminações ... Raramente querem saber se és feliz! É mais o que tens que as poderia deixar a elas felizes... Independentemente que isso te possa magoar ou não!
    Felicidade nunca deveria ser baseada em factos ou bens materiais mas em pequenos detalhes e aspectos, pequenas conquistas diárias, nas pequenas lutas que vão traçando o nosso caminho.
    Não é um és feliz... é um como consegues ser feliz por não teres filhos, casado, um trabalho de sonho, um carro de luxo... O egocentrismo da sociedade é tanto que passam mais tempo preocupados com a vida do lado do que com os seus próprios objectivos ou lutas. Sentem-se no direito de criticar ou julgar quando a maioria dessas pessoas se concentra apenas no que pode obter, no seu próprio umbigo e em como passar por cima de x ou y para ser melhor .
    Ninguém disse que viver seria uma batalha fácil plena de felicidade e coisas boas... Ninguém disse também onde devíamos encontrar a felicidade, ninguém disse que as pequenas lutas não nos conquistariam sorrisos e aquela pequena vitória nos levaria a um misto de felicidade e nervosismo... Até porque se conseguimos x quando julgamos impossível conseguimos y quando acreditamos em nós ... E por vezes estamos tão focados nas pequenas coisas que nos deitam abaixo que esquecemos das pequenas conquistas. Até porque grandes coisas acontecem quando acreditamos em nós. E isso sim deveria nos deixar feliz!
    Até porque viver é uma linha ténue entre escolhas e consequências não podemos mudar o desfecho de esta ou aquela acção mas podemos escolher como nos sentir.
    Sê feliz!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente