Amor é Cuidar, Aceitar e Compreender...


Esta tarde deparei-me com este vídeo, de um filho que agarra toda a coragem que tem para contar à sua mãe que é gay/homossexual. Sem dúvida que tocou-me imenso, deve ser das tarefas mais difíceis assumir-se perante toda a família, pois nem todos olham a homossexualidade com bons olhos. E ser aceite na sociedade, ainda não é de todo fácil passar por certas situações, certos olhares incomodativos e até mesmo pensamentos homofóbicos ou até mesmo "bocas" desagradáveis. Não faço ideia do que é estar na pele destas pessoas, mas dá para perceber que não é algo leve de se levar, principalmente se não são aceites por aqueles que mais amam. Este rapaz mostrou um ato de coragem tremendo, mas surpreendeu-me imenso a atitude da mãe que foi e é de louvar, aceitou-o sem pensar duas vezes. Porque mãe que é mãe, aceita o seu rebento tal como ele é e ajuda-o a levantar em vez de o derrubar ainda mais. Quem ama cuida, quem ama não julga sem antes saber os porquês, quem ama entende e apoia... Este vídeo é um exemplo para todas as famílias e mesmo para a sociedade em geral, aprender a aceitar o outro como ele é, demonstrar amor, carinho, atenção e compreensão. Achei que deveria partilhar convosco, porque há atitudes que devem ser realmente partilhadas e que de alguma forma abra a mente de algumas pessoas. 
Sou sincera, no lugar daquela mãe, não sei como reagiria com a noticia, certamente ficaria surpreendida e sem reação no momento. Talvez levaria alguns minutos até absorver toda a informação e aceitar aquele fato. Mas sei que aceitaria sem qualquer problema, não é fácil ouvir da boca do povo certas barbaridades e certamente iria ser um pouco complicado os primeiros tempos, mas o amor tem uma força muito maior que nos faz lutar por quem realmente amamos. E não iria, jamais, afastar-me do meu filho ou filha, só porque algumas mentes mesquinhas ou de mentalidade retrógrada não aceitam a sua orientação sexual.


Comentários

  1. Adorei! Toda a gente devia reagir assim. Infelizmente as pessoas são muito más.

    ResponderEliminar
  2. Concordo contigo, Paula.
    Não consigo imaginar o que estar no lugar deste rapaz e o quanto deve ter sido
    complicado para ele.
    Todos os pais deveriam agir como esta mãe.

    ResponderEliminar
  3. O teu post me diz no coração que amar é o caminho. Há situações de vida tão complicadas e nós somos tão duros uns para os outros... Ilusão...Ninguém é mais que ninguém ou menos... Se amassemos mais, se usássemos o sorriso mais vezes em tudo, o mundo seria melhor...

    Beijinho,
    Sónia Carvalho

    ResponderEliminar
  4. Deveria ser sempre assim, deviamos encarar a vida como uma passagem e aceitar as opções de cada um!!! O mais importante é sermos felizes...

    ResponderEliminar
  5. É komplikado e ainda hoje é um assunto delikado ke nem todas as mentes sao abertas para receberem tal noticia...
    Gosteiiii

    ResponderEliminar
  6. Olá, sem dúvida, um bom teste de coragem!! Não deve ser fácil, numa sociedade, que ainda tem tantos preconceitos. Grande coragem do filho, revelar-se à mãe. E grande mãe, que o aceitou. Pois por amor, quebram-se barreiras. Muitas pessoas ainda pensam, que a orientação sexual é doença, ou que é uma escolha da pessoa. Ter uma orientação sexual, diferente da maioria, não significa, nada disso. Não é contagioso, não se escolhe... Nascesse com essa orientação. Temos que mudar mentalidades e quebrar muitas tabus. Muita força e coragem, para pais e filhos, que enfrentam esse turbilhão de emoções e que têm apoio da família.

    ResponderEliminar
  7. Também gostei muito de ver. Assunto ainda muito difícil nas nossa sociedade: as pessoas dizem-se muito modernas e abertas, mas no íntimo não é bem assim... Costumo dizer: desde que as pessoas paguem os seus impostos e não cometam crimes, que vivam como forem mais felizes!

    ResponderEliminar
  8. Não consigo imaginar o que sente alguém que sente que não vive no corpo certo, que vive numa sociedade que não o aceita e numa família com padrões que possa fazer com que não seja moralmente aceitável. A sociedade ainda tem muito que trabalhar nos padrões que acham "diferentes".

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei

Avó Ausente