Avó Ausente

(Adorava dizer esta frase, mas tendo tido uma avó ausente e mesmo com os defeitos e pela eterna falta de afecto eu somente gosto dela)

Hoje quero-vos falar sobre a minha avó. Neste momento tenho apenas a avó paterna entre nós, os outros 3 partiram bem cedo, dois deles ainda era pequena e o avô paterno não cheguei a conhecer porque faleceu muito antes de eu nascer, tinha o meu pai 20 anos de idade.
Resta-me esta avó que nunca tive grande ligação com ela, desde bebé sempre foi assim. Infelizmente tenho pena não me dar melhor com ela, pois o que mais estimo e dou valor é a família.
A minha avó como todos nós tem qualidades e defeitos, mas ela não sabe repartir o carinho pelos filhos e pelos netos em igualdade. Existem sempre aqueles que são prediletos,  mas mesmo que seja desse modo, os outros fazem parte da família e merecem a atenção e carinho e que não fiquem esquecidos.
A minha avó tomou conta dos outros netos e de mim sabem o que ela fez? Levava-me à ama e mesmo eu a chorar baba e ranho ela não tinha pena nenhuma, enquanto tomou conta dos meus primos, até para a Suíça ela foi para que isso fosse possível, comigo ainda me tem a lata de me dizer que só queria colo e não tinha tempo para mim porque ia para a horta etc... Às vezes a minha avó magoa-me muito com as palavras e gestos mal pensados. 
Há dois anos eu fiquei empregada numa empresa aqui na zona e a minha avó veio a saber através de uma pessoa qualquer e sabem o que ela me contou nesta vez?
Avó - Vieram-me me dizer que estás na X empresa a trabalhar, mas quando me disseram nem me LEMBREI de ti. Disseram a tua neta está lá a trabalhar e eu, mas qual neta? A S. não é (porque vivo com ela) e a G. também não deve ser. Depois disseram-me que era a Paulita.

Agora digam-me, não é de ficar triste com estas atitudes e palavras? Nem sequer se lembrar de quantas netas tem? E depois conta-me com uma descontração que até fico tola. Se tivesse coragem, diria-lhe tudo o que estou a dizer aqui, mas não consigo, não consigo ser fria desta maneira, além de que acho não valer a pena. Para não falar que quando vem cá a casa, só vem falar dela e das velhas todas dos arredores, das doenças e que se queixa disto e daquilo... E que tal perguntar por nós (eu, filho dela e nora)? Será possível que aquela alminha não tem coração para se preocupar com as pessoas?
Quando se zangou com a filha dela e deixou a casinha dos netos prediletos, veio para casa dela (onde devia estar sempre e não a viver em casa de uma filha) e sabem o que fez? Telefonou-me a chorar. Sim, a mim...e porquê eu? Só me contacta quando precisa? Fiz questão de ir ter com ela e sim fui bastante preocupada, porque notava muita tristeza na voz dela e para estar a chorar algo mesmo mau teria acontecido. Tive com ela, falei com ela e trouxe-a para a minha casa. No dia a seguir fui de carro com ela buscar o resto das coisas dela da casa da minha tia, disse-lhe que se precisasse de mim que era só ligar. 
E agora passados alguns meses, não aparece por cá e só vai pousar a casa da minha outra tia que vive no mesmo bairro que eu e os meus pais. Quando vivia com a outra filha, ainda tinha razão de desculpa porque era longe, agora não tem nenhuma e fica-lhe muito mal vir visitar a filha e nem colocar cá os pés quando vivemos no mesmo bairro a 3 min a pé. 

Garanto-vos que adoraria ter uma melhor ligação com a minha avó, como muitos netos têm e se gabam dos avós que têm. Infelizmente a minha avó não mudará e eu também não me vou dar ao trabalho de querer algo dela, quando ela só me chama para chorar no meu ombro ou para dizer palavras que me magoam.
Está com 70 e pic anos e está muito bem conservada, quem me dera chegar a esta idade e com a saúde de ferro que ela tem.
Enfim, há pessoas que às vezes deviam levar com um abre olhos e sentir na pele alguns sentimentos que muitos carregam e ninguém se apercebe.

Comentários

  1. Deve ser uma situação bem complicada para ti, acredito que sim. No meu caso não tenho razão de queixa mas conheço algumas pessoas que também passaram ou estão a passar por isso. Se ela não pretende mudar então não há nada a fazer :s

    ResponderEliminar
  2. Isso é muito triste sim :(

    Talvez, um dia ela dê o valor que mereces e aí, seja tarde demais...

    Vou sim, querida :)

    Beijito*

    ResponderEliminar
  3. Fiquei sem palavras depois de ler isto....
    A minha avó paterna também por vezes era assim, mas isso era porque vivia na nossa casa e quando vinham os outros netos ela só queria saber deles e se fosse preciso tratava-me mal ou manda-me calar
    Mas no fundo não conseguíamos viver uma sem a outra ;)
    Beijinhos e vais ver que ela um dia vai mudar a teu respeito ;)

    ResponderEliminar
  4. Existem sempre preferencias normalmente as avós tendem mais para os filhos das filhas,mas a tuá avó não faz questão de disfarçar é muito desagradavel sentir que somos a que fica de lado,bjinhos

    ResponderEliminar
  5. Oh, Paula, é triste saber que não tens uma boa relação com a tua única avó.
    Eu cá não tenho avós nenhuns, mas os que conheci nunca me ligaram muito, sobretudo a minha avó. Sempre achei que ela me detestava e odeio ver os outros gabarem-se dos seus avós, pois faz-me sentir inveja. Pelos vistos não sou a única que não se dá (no meu caso é não se deu) bem com uma avó...
    Anima-te, linda, um dia ela há-de dar-te o valor que mereces :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente já não tenho os meus avós comigo, mas tive a sorte de ter uma óptima relação com eles, tanto que sofri bastante com a perda...
    Sabes, há um pensamento, de umas senhoras norte-americanas que se dedicaram ao estudo da família e relações familiares, que diz o seguinte: "Família é quem eles dizem que é." Para mim, a minha família é quem eu quero que seja e não quem tem apenas laços de parentesco comigo! Tenho amigos que são bem mais que família, até o meu cão e o meu gato eu considero família, bem mais do que algumas pessoas que dizem fazer parte da mesma! É natural que te sintas tristes, mas tenta pensar nas pessoas que gostam realmente de ti e que se preocupam mesmo contigo, essas sim são a tua família!!

    ResponderEliminar
  7. Eu também só tenho uma avó e infelizmente também nos damos muito mal, pior ainda desde que o meu avô morreu. Lamento que seja assim mas não pode ser de outra maneira, isto porque, ela precisa de ajuda para tudo porque não consegue andar e como não aceita as limitações que a idade lhe impôs, maltrata-nos. É a maneira dela se defender mas magoa, ainda para mais quando ela vive cá em casa...enfim...são situações que temos de aceitar e viver com elas e dar o nosso melhor. Damos o que temos para dar, se não é aceite, a culpa já não é nossa.

    Feliz Natal Paulinha :)

    ResponderEliminar
  8. perdi o meu avo há 11 meses que saudades ;( sempre foi presente gracas a deus tinha os meus avos todos tanto maternos e paternos e perdi o meu avo materno com cancro sinto tanto a falta dele ;(

    ResponderEliminar
  9. Escolhemos os nossos amigos, mas não a família que temos... Tens-te mostrado sempre disponível e atenta, porque tem um grande coração, mas isso também lhe permite magoar-te ao ser cruel e desligada... Mas fazes bem em não discutir: a senhora não perceberia, porque não é capaz de ver para lá de si própria; ainda se sentia a vítima... E também não me parece que mude exatamente porque ela nada vê de errado no que faz, deve fazer parte da sua personalidade e da sua forma de ser. Não esperes nada, que assim não poderás ser magoada, porque também tens de te proteger: ninguém nasceu para sofrer e ser desconsiderado. É triste, mas é assim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, já não vale a pena quando as pessoas são assim desde o inicio. Eu bem tento ter alguma ligação com ela e tentar de alguma forma compensar os anos distantes, mas ainda este ano ela fez-me algo que nunca pensei e mais uma vez magoou-me. Foi a gota de água porque me feriu de tal maneira que não tem volta a dar. É triste, mas mesmo eu mostrando mágoa, ela não se importa nem tenta perceber que está errada. Enfim.

      Eliminar
  10. Há avós e avós... perdi a minha avó materna no dia 14 de Agosto de 2017 e ainda estou a tentar superar a situação. Não tem sido fácil para mim, pois era a pessoa mais próxima que eu tinha. Ela era tudo para mim, avó madrinha e até mesmo uma mãe! Uma grande mãe e mulher. Sempre esteve para mim e me ajudou nos momentos mais difíceis da minha vida. Tenho saudades das conversas e da compreensão dela, tenho saudades dos nossos desabafos e risos e agora que ela não está não tenho passado muito bem. Tenho muita pena do que aconteceu e da forma como aconteceu, pois ainda podia estar aqui! Ficam as saudades agora e só o tempo é que vai curar esta enorme dor!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, nem todas são iguais, eu não tive nem metade da sorte que tiveste =/

      Eliminar
  11. Komo tenho saudades das minhas avós... tratavam.me mtooo bem. Tenho boas rekordacoes delas...
    Kem dera ainda ka estarem...
    Gostei do post apesar de ser komplikado... deveriam se entender melhor...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A Madrinha tem Saudades Tuas

Tragédia que Nunca Esquecerei